.posts recentes

. Porquê?

. Luz... do luar

. Saudade...

. Iludimo-nos ou desiludem-...

. As fotos que não tirei!

. Meu DEUS... porquê?

. Desencontro...

. Enquanto é tempo...

. Eu queria ser...

. A vida é um livro

.arquivos

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

Segunda-feira, 26 de Março de 2007

Hoje vi o arco-íris!

Um dia de Primavera, mas escuro, frio até, sem brilho...

E se estamos tristes, a escuridão parece maior ainda!

E se estamos tristes, a solidão entra mesmo dentro de nós!

As duas, cada uma por seu lado, andam sempre à procura de pessoas tristes para morar dentro delas...

Entram, simplesmente e instalam-se!

E depois...

Depois é um crescendo cada vez maior de tristeza, de solidão, de desespero, angústia, desilusão,...

Não há sonhos, apenas uma realidade cruel que embaraça, que retrai, que corrói, que destrói,...

É preciso fechar o coração à tristeza, para que a solidão não o invada!

Basta olhar à nossa volta e procurar...   

Apenas uma criança!

Apenas uma flor!

Apenas umas gotas de chuva!

Apenas um cumprimento!

Apenas um arco-íris...

...para fazer brilhar de novo, a luz que julgávamos (quase) apagada!

 

publicado por disa às 20:17
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 24 de Março de 2007

Tanto egoísmo, meu Deus!

Cada vez mais as pessoas vivem para elas!

Cada vez mais as pessoas só pensam nelas!

Cada vez mais as pessoas só se preocupam com elas!

O que se passa, meu DEUS?

Será que se esqueceram, que enquanto seres individuais apenas, não funcionamos?

Somos, acima de tudo, seres sociais. E estar em sociedade é estar de mãos dadas com os outros e sentir o seu pulsar... aumentar ou diminuir consoante as suas emoções, quer sejam de alegria, quer sejam de tristeza!

Porque não ficamos felizes com a felicidade dos outros?

Pelo contrário, passamos incólumes, ignoramos e, se falamos, menosprezamos!

Ah! Mas se lhes acontece mal! Quais aves de rapina, esmiúçam o assunto até à exaustão! As pessoas gostam de falar do mal e, por isso, perguntam, perguntam, vezes sem conta!

Exaltam-se por coisas tão pequenas, diria, até, mesquinhas! Um lugar de estacionamento, uma cedência de passagem, uma fila de espera, um atendimento,... tudo é motivo para tirar uma "boa" desforra!

E o que ganham com isso?

As pessoas ainda não perceberam que a tolerância, a paciência, o altruísmo, são as únicas armas eficazes... com elas ninguém sai magoado!

 

publicado por disa às 00:15
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Março de 2007

Não recebi flores!

Hoje recebi flores!

Flores variadas, flores coloridas, flores perfumadas...

Hoje recebi flores!

Flores de bondade, flores de altruísmo, flores de amizade...

Hoje recebi flores!

Flores de amor, flores de felicidade, flores de paixão...

Hoje recebi flores!

Flores de dor, flores de mágoa, flores de ilusão...

Hoje acordei e...

Ontem não recebi flores!

publicado por disa às 20:47
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Março de 2007

MISSIVA PARA O MEU PAI

PAIZINHO:

Sabes quanto abomino estes dias impostos.

Um dia do pai porquê? Não são 365 os dias do pai e dias do(s) filho(s)?

Apenas porque nunca é demais dizer-te o quanto gosto de ti!

És meu ídolo e meu herói!

Admiro-te tanto que não o sei expressar! A tua capacidade de sacrifício, de trabalho, de entrega, uma vontade sempre inesgotável de ajudar os outros... e sempre com um sorriso! Nesse aspecto gostava de ser como tu, sabes?

E porque nunca foste feliz, pai? Talvez apenas nesses momentos de partilha! E os teus sentimentos? Os teus gostos... a tua vida?

Por medo, viveste, mas não viveste, pai! E tu merecias (mereces),tanto, tanto...

Hoje, sou eu que já te vou dando a mão, mas tu fizeste-mo tantas vezes, não foi pai?

Agora, já mais desinibido, dizes-me amiúde «O PAI TRAZ-TE SEMPRE NO CORAÇÃO»!

Isto é muito mais, muito mais, do que aquilo que eu mereço!

E nós?

Vamos esperar, também, pelo entardecer?

Porque não dizemos às pessoas que as amamos?

Porque não lhes dizemos que gostamos delas?

Sim. Hoje mesmo...

Amanhã, quem sabe, não será tarde demais...

publicado por disa às 23:50
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 17 de Março de 2007

Só tu me compreendes...

Olá amiga!

Que tens hoje? Não dizes nada. Esse papel é o meu. Trocámos, foi?

Sempre, no final do dia, quando nos voltamos a encontrar, és tu que me contas as tuas alegrias, as tuas vitórias, as tuas aventuras, os teus encontros, ... tudo! Nunca tivemos segredos! Hoje é diferente porquê? 

... nem uma música, nem uma canção, nem um livrinho,... nada?

Hum! E esses olhos marejados! Que te fizeram?

Ah! Já sei. Magoaram-te e mais uma vez, como sempre, achas que tens uma resteazinha de culpa?  

Conheço-te tão bem! Quando deixas de ser assim? Tenho a certeza que não fizeste nada que pudesse, pelo menos de propósito, magoar alguém. 

Nunca falas das tuas tristezas, porquê?

Vá lá, faz um esforço! Vás ver que ficas melhor!

O meu papel é ouvir e hoje já falei tanto...! E não consegui animar-te!

- Deixa lá! Amanhã estarei melhor!

Só tu me compreendes!

Agradeço-te, por isso.

Obrigada, SILÊNCIO!

publicado por disa às 23:43
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 11 de Março de 2007

A força das palavras...

... é imensurável!

Com elas confortamos, agradecemos, mimamos, retribuímos,...

Com elas se faz a paz, o amor ou a amizade, com elas se educa, se forma, se aprende, se ensina...

Que sina a das palavras!

Com elas se ofende, machuca, fere, espezinha, maltrata,...

Com elas se fazem ódios e guerras, agridem-se corações, desfazem-se relações, insulta-se a alma, perde-se a calma...

Que sina a das palavras!

Uma palavra, palavras mil, bonitas ou feias, isso que importa?

Elas não falam!

Apenas exalam o tom do coração!

A sina das palavras, simplesmente, é esta, então!

publicado por disa às 00:15
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Março de 2007

O perfume da saudade

Na verdade passei o dia todo com vontade de te ligar!

Mas o medo  - sempre o medo - impediu-me de o fazer!

Acreditei, ainda, que, de alguma forma,  pudesse ouvir a tua voz! Mas isso não aconteceu!

O dia foi longo e a correria... às vezes não deixa ver para além do material, do utilitário, para lá do imediato, do óbvio, do descartável,...

Depois de um dia  de trabalho, imagino que a esta hora, exausto, já te encontres aconchegado e protegido pelo olhar atento e calmo de Morfeu!

Mesmo assim,  sempre me atrevo a confidenciar-te um segredo:

- O perfume das pétalas de rosas que hoje caíram do céu, exalava a saudade! Não sentiste?

publicado por disa às 23:29
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Março de 2007

Onde estás?

 

Falo e não escutas

Escrevo e não lês

Oh! Meu Deus...

Será que não vês

Que o meu amor profundo

É maior que o mundo

E por ti...

Renasceu outra vez?

 

publicado por disa às 22:16
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 2 de Março de 2007

Mar Traiçoeiro!

No mar da vida, a tempestade surge inesperadamente!

A chuva torrencial não deixa ver nada... não se avista mesmo nada!

A inundação devastadora machuca e leva para bem longe os nossos sentimentos!

As nuvens carregadas, escurecem o céu... fica tudo tão negro!

Os trovões não deixam ouvir... apenas escutamos cá dentro, o martelar dos nossos pensamentos!

Os relâmpagos fulminam-nos o coração... a dor dilacera.

Perdemos tudo! Pensamos.

O vazio é infinito e, no entanto, tudo à nossa volta é demasiado!

Nada mais interessa. Desaparecer, por magia, era a solução!

Contudo, que adianta fugir? Os problemas são como a sombra, jamais se separam de nós!

Que vida!

Que fazer? Que dizer?

Nada. Deixar, simplesmente, que o tempo acalme esse furacão destruidor!

Todavia, é necessário ter fé, muita fé... acreditar que DEUS é pai e não vai deixar que um filho seu sofra tanto!

Quando vítimas de tamanho temporal, só nos resta pensar: isto vai passar, vai de certeza... e procurar um porto de abrigo situado no ombro de um amigo que saiba ouvir, sem rir da nossa dor.

 

 

publicado por disa às 23:26
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds